Logo Blog.easytravelshop

Buenos Aires: um giro pelos museus da capital argentina

Como vimos na primeira parte da matéria sobre Buenos Aires, a capital da Argentina oferece um vasto leque de opções para os visitantes. Então, se tiver tempo e quiser focar sua viagem em visitas culturais, a cidade possui vários museus de história, arte e cultura popular.

Entre as principais opções o Museu Evita, uma homenagem à história de Evita Perón, o Bellas Artes, o Museu de Arte Contemporânea de Buenos Aires (MACBA) e o famoso Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (MALBA), que reúne mais de 200 obras em seu acervo e tem como um dos destaques o quadro Abaporu, de Tarsila do Amaral.

Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (MALBA)

Museu com foco nas artes de países da América Latina, o MALBA está no bairro de Palermo e abriga a coleção de Eduardo F. Costantini, presidente da fundação que leva seu nome que fundou e mantêm o espaço dedicado as artes.

São aproximadamente 400 obras entre pinturas, esculturas, fotografias e objetos de grandes artistas latino-americanos do século 20. Na coleção Costantini destacam-se as obras de: Frida Kahlo, Roberto Matta, Diego Rivera, Joaquín Torres-García, Antonio Berni, Jorge de la Vega, Tarsila do Amaral, Pedro Figari, Lygia Clark e Guillermo Kuitca.

O MALBA é um espaço cultural dinâmico com exposições temporárias de coleções internacionais e fundações afins. Além de mostras de arte contemporânea argentina e latino-americana. O complexo conta com um importante programa de cinema e com uma cinemateca, que cresce mensalmente através da aquisição e o resgate de filmes essenciais da história da indústria cinematográfica. O museu também tem uma área de literatura através da qual realiza encontros com escritores, cursos, seminários, palestras literárias e apresentações de livros. O moderno edifício é revestido de calcário com amplas superfícies de vidro e aço.

Museu Nacional de Belas Artes (MNBA)

Museu Nacional de Belas Artes de Buenos Aires
Museu Nacional de Belas Artes (Foto: Pixabay)

 

Foi inaugurado em 1896, mas a sua atual sede é de 1933. Com uma grande coleção permanente é um dos mais importantes de América Latina. Expõe obras de El Greco, Goya, Picasso, Rembrandt, Rodin, Cándido López, Prilidiano Pueyrredón e Fernando Fader.

Entre os pintores argentinos estão Cándido López, Lino Enea Spilimbergo, Prilidiano Pueyrredón, Fernando Fader, Benito Quinquela Martín, Xul Solar, Antonio Berni, Carlos Alonso e Antonio Seguí.

O MNBA conta também com uma sala de fotografia, uma de arte andina pré-colombiana, dois terraços de esculturas e uma biblioteca com 150 mil exemplares.

Museu de Arte Moderna de Buenos Aires (MAMBA)

Localizado em San Telmo, guarda uma imensa produção de arte contemporânea da década de 1940 até o século 21, além de importantes obras de autores internacionais como Salvador Dalí, Pablo Picasso, Joan Miró e Henri Matisse.

Instalado em um edifício que remete às construções inglesas da era industrial do século 19, possui estrutura de ferro, grandes aberturas e fachada de tijolo à vista. No passado foi um depósito da empresa e tabacaria Nobleza Piccardo. Em 1980, foi adquirido pela Prefeitura da Cidade de Buenos Aires e em 1989 passou a ser a sede do MAMBA, que até então ocupava espaço no Teatro General San Martín.

O museu guarda em seu acervo permanente obras de artistas argentinos das décadas dos anos 1940, 1950 e 1960, além de uma importante coleção dos mais reconhecidos artistas internacionais, como Salvador Dalí, Pablo Picasso, Joan Miró, Henri Matisse, entre outros.

Também oferece exposições itinerantes e conta com uma biblioteca com documentação de artistas locais e estrangeiros.

Museu Evita

Museu Evita em Buenos Aires
Escultura de Evita Perón (Foto: Pixabay)

 

Conta a história de María Eva Duarte de Perón (Evita). A atração é bem imersiva e indicada para quem deseja se aprofundar na história argentina. O Museu Evita, no bairro Palermo, guarda acervo com objetos que pertenceram a esta personalidade fundamental da política da Argentina.

Inaugurado em 2002, ano do 50° aniversário do falecimento de Evita, o museu possui um importante patrimônio de objetos pessoais: Vestuário, material gráfico, lembranças familiares, condecorações e demais elementos que recordam sua vida de atriz.

O espaço propõe aos visitantes um percurso pelos diferentes momentos da vida de Evita, em um âmbito que conta a vida e a obra de uma das mulheres mais importante da Argentina. No pátio do museu funcionam um restaurante e um bar.

Museu de Arte Contemporânea (MACBA)

Fundado em 1° de setembro de 2012 com o objetivo de divulgar expressões artísticas atuais do cenário nacional e internacional. Sua ampla coleção explora propostas e possibilidades de novas linguagens visuais, entre elas a vanguarda da abstração geométrica, principalmente latino-americana.

O MACBA tem como meta impulsionar o dinamismo cultural argentino sobre a arte contemporânea, em um espaço de encontro entre artistas, curadores, investigadores, estudantes e entusiastas, unidos pelo mesmo interesse, as artes visuais.

Museu Naval de la Nación

Administrado pela Marinha da Argentina, o Museu Naval de la Nacion foi fundado em 1892. Ele apresenta exposições permanentes em seis salas: Lebán, Independencia, González Lonzieme, Ratto, Náutica Manuel Belgrano e Armas. A instituição conta também com o Parque de Artilharia e Aviação, a Praça Histórica do Paseo Victorica e uma biblioteca especializada.

Fragata Sarmiento

Museu Naval
Museu Naval Fragata Sarmiento (Foto: Pixabay)

 

Uma charmosa embarcação ancorada em Puerto Madero foi transformada no museu naval. Lançada ao mar em1897, a fragata foi uma das mais adiantadas de sua época. Tem casco de aço revestido de madeira e chapa de cobre, possui três mastros e uma imponente carranca na proa, com a esfinge da República Argentina.

A fragata foi batizada em homenagem ao fundador da Escola Naval Argentina, Domingo Faustino Sarmiento. Entre 1889 e 1938 fez 37 viagens ao redor do mundo. Depois passou a ser utilizada como barco de práticas em aguas nacionais até 1960. Dois anos mais tarde foi declarada Monumento Histórico Nacional e museu das viagens e missões oficiais realizadas.

A Fragata Sarmiento representou a Argentina em numerosos eventos protocolares como a coroação de Eduardo VII do Reino Unido, em 1902; as festividades do Centenário da Independência do México, em 1910; a abertura do Canal do Panamá, em 1914 e a inauguração da estátua do general San Martín em Boulogne Sur Mer, na França, em 1909.

Planetário Galileo Galilei

Planetário Galileo Galilei na capital argentina
Planetário Galileo Galilei (Foto: Rocio Caldas/Unsplash)

 

Outro interessante atrativo no bairro de Palermo. O planetário Galileo Galilei conta com estrutura inspirada em Saturno. Inaugurado em 1967, conta com 360 poltronas reclináveis, uma cúpula hemisférica de 20 metros de diâmetro e equipamento de projeção com resolução de 8K que mostra o céu e as estrelas mais distantes da Terra.

O planetário também realiza exposições, shows de luzes, telas interativas, dispositivos de realidade aumentada e simuladores, entre outros. O edifício de cinco andares – declarado Patrimônio Histórico e Cultural da Cidade – conta também com um museu e uma pequena sala de projeção secundária, além de abrigar uma coleção de meteoritos provenientes do norte argentino.

No museu do primeiro andar os visitantes interagem com um robô, além de contarem com telas touch-screen com informações astronômicas, realidade virtual, simuladores 4D e jogos de realidade aumentada.

No segundo andar há um “selfie point” para tirar fotos, jogar com filtros de astros e conseguir imagens que se projetarão nas telas.

Cidade Cultural Konex

Ideal para levar as crianças, a Cidade Cultural Konex apresenta uma proposta artística inesquecível para toda a família. Há várias opções de espetáculos e conteúdos artísticos: teatro, música, circo, show de marionetes, dança, cinema, design, moda e atividades de arquitetura, além de eventos, festas, exposições e workshops.

Centro Cultural Kirchner

Espaço de artes plásticas, shows de música e exposições, o Centro Cultural Kirchner dispõe do Espaço Infância para crianças de todas as idades. Entre os atrativos estão brincadeiras, oficinas, shows musicais, projeções e áreas especiais para os pequenos.

Centro Cultural da Ciência C3

Voltado para o público de todas as idades, o espaço de promoção científica apresenta diferentes atividades culturais, recreativas e didáticas para as crianças. O Centro Cultural da Ciência C3 oferece diferentes atividades interativas que convidam os pequenos a participarem de experiências de conhecimento científico.

Museu de los Niños Abasto

Museu dedicado às crianças, oferece um espaço de encontro enriquecedor e alternativo, que mistura movimento, percepção, compreensão e expressão. Tudo para incentivar a curiosidade, o interesse pelo saber e a imaginação a partir de uma perspectiva transformadora.

La República de los Niños

É o primeiro parque temático educacional na América Latina dedicado às crianças. Ocupa uma propriedade de 53 hectares com diferentes setores, edifícios de interesse, jogos e entretenimento.

Palácio Carlos Gardel

Museu dedicado à música nativa portenha, possui um rico acervo fotográfico. Uma exposição permanente traça um histórico sobre o tango desde 1850 até os dias atuais.

O Palácio Carlos Gardel preserva a magia dos anos 1930, onde o estilo barroco francês se destaca, ao mesmo tempo que contrasta harmoniosamente com os ares Art Déco do Mercado del Abasto.

Museu Casa Carlos Gardel

Museus instalado na casa onde morou o icônico cantor Carlos Gardel, em seus últimos anos de vida na capital argentina. Oportunidade para conhecer sobre um dos maiores artistas argentinos de todos os tempos.

Gardel não nasceu na Argentina, mas chegou pequeno com sua mãe a Buenos Aires e foi criado no mesmo bairro onde se encontra o museu. Além de cantar tangos protagonizou vários filmes na América Latina, Europa e Estados Unidos.

O Museu Casa Carlos Gardel conta com uma coleção de objetos pessoais do artista e exemplos de sua obra.

Museu Histórico Nacional do Cabildo

Museu Histórico Nacional do Cabildo
Museu Histórico Nacional do Cabildo (Foto: Pixabay)

 

O Museu ocupa o edifício onde funcionou o Cabildo da Cidade de Trindade e Porto de Santa Maria dos Buenos Aires, capital do Vice-Reinado do Rio da Prata em 1580. Em novembro de 1939, abriu ao público pela primeira vez, habilitando somente as salas do piso térreo. Para comemorar os 150 anos da Revolução de Mayo (1960), uma lei do Congresso legalizou sua criação e sua jurisdição nacional.

O patrimônio do Museu inclui o próprio edifício e as coleções de documentos, pinturas e objetos dos séculos 17 a 20. Na sala dedicada ao Cabildo como instituição mostra a atividade que se realizava nos tempos da colônia espanhola. Entre os objetos estão a Bandeira Real e a Arca de Caudales, onde se guardavam as moedas arrecadadas pelo Cabildo através da cobrança de impostos. Lá está, também, o Regulamento de Milícias de 1801, um documento que descreve como os cidadãos deviam usar as armas, em caso de combate e defesa da cidade.

Museu Bernardino Rivadavia

Museu de ciências naturais e também o mais antigo do país, foi fundado em 1823 por Bernardino Rivadavia, então ministro do Governo da província Buenos Aires. O edifício localizado no Parque Centenário abriga uma das coleções mais completas da América Latina. Destaque para as salas temáticas de Paleontologia, Geologia, anfíbios, répteis e artrópodes.

Apaixonados por futebol

La Bombonera
La Bombonera (Foto: Sunny Upadhyay/Unsplash)

 

Pessoas apaixonadas por futebol vão adorar o tour guiado que inclui visita aos estádios e museus dos dois times mais famosos da Argentina: La Bombonera, do Boca Juniors, e Monumental de Nuñez, do River Plate

Foto do destaque: Pixabay

Matérias mais recentes

Recomendado para você

Notícias mais lidas da semana