Logo Blog.easytravelshop

Tailândia dos templos dourados e história milenar

Lindo cenário da Tailândia

A Tailândia é um dos destinos mais cobiçados por viajantes do mundo inteiro. O país do sudoeste asiático oferece cultura singular e cenários que impressionam pela beleza. Tem história que remonta há mais de 10 mil anos, palácios e templos budistas maravilhosos, ilhas paradisíacas e uma gastronomia surpreendente.

Não importa se a viagem será luxuosa ou despojada, a Tailândia oferece atrativos para todos os gostos e bolsos. A principal porta de entrada é Bangkok, a vibrante capital tailandesa. O país tem destinos que merecem ser conhecidos e curtidos. Entre eles Phuket e as ilhas Phi Phi e Krabi, no sul, e Chiang Mai, ao norte. As praias tailandesas têm areias claras, águas cristalinas e coloração azul-turquesa emolduradas por paisagens naturais de rara beleza.

Conheça, alguns dos principais motivos para visitar a Tailândia.

Bangkok

Os grandes templos e monumentos dominam a cena em Bangkok. Entre os mais importantes estão os seguintes:

Palácio Real em Bangkok
Palácio Real (Foto: Pixabay)

 

Grande Palácio

Conjunto de edifícios que serviu de residência real por 200 anos e guarda tesouros e muitas histórias;

Wat Arun Rajwararam

Complexo de templos dedicado ao deus indiano Aruna;

Buda deitado no templo Wat Pho em Bangkok
Buda deitado no templo Wat Pho (Foto: Pixabay)

 

Wat Pho

Templo que abriga o grandioso Buda deitado, que tem 46 metros de comprimento e 15 metros de altura;

Wat Benchamabophit

É conhecido como Templo de Mármore;

Wat Traimit

Guarda o grande Buda Dourado, com 3 metros de altura e 5,5 toneladas de ouro maciço;

Chinatown

Bairro chinês com mais de um quilômetro ao longo da Yaowarat Road, avenida com trânsito caótico e muitas lojas.

Mercados flutuantes

Mercado flutuante Damnoen Saduak na Tailândia
Mercado flutuante Damnoen Saduak (Foto: Pixabay)

 

São inúmeros os mercados flutuantes em toda a Tailândia. Um dos mais famosos está a cerca de uma hora de carro de Bangkok, o Floating Market Damnoen Saduak. Abre diariamente com centenas de bancas montadas às margens dos canais de água. Os vendedores levam seus produtos de barco até os clientes.

Tem de tudo um pouco: roupas, lembrancinhas, brinquedos, sorvete, frutas, cervejas, comidas, etc. Se preferir é possível alugar um barco a remo com condutor e percorrer os canais entre as casas dos moradores do local.

Em Bangkok, ao lado da estação Kamphaengpecth, funciona o Chatuchak, o maior mercado a céu aberto do país. Ele reúne mais de 15 mil barracas vendendo de tudo e diariamente recebe mais de 200 mil visitantes, sendo 30% de turistas. São comercializados produtos de todos os tipos, inclusive comidas exóticas. Mas é bom evitar comer por ali.

Mercado do Trem

Mercado do Trem na Tailândia
Mercado do Trem (Foto: Pixabay)

 

É um outro tipo de mercado tailandês tradicional. O Mercado do Trem funciona na estação de Maeklong, em Samut Songkhram, a 70 quilômetros da capital tailandesa. O comércio de frutas, verduras, legumes, frutos do mar e outros produtos acontece junto aos trilhos da ferrovia. Quando um trem se aproxima os comerciantes retiram os produtos espalhados sobre os trilhos e fecham suas barracas. Logo após a passagem do último vagão tudo volta como estava antes.

Gastronomia

Pad Thai é prato típico da Tailândia
Pad Thai (Foto: Pixabay)

 

A culinária da Tailândia é famosa no mundo inteiro por causa da mistura sabores. Surpreendente e muito saborosa é também bastante apimentada! Ela é baseada no equilíbrio entre sabores diferentes: picante, salgado, doce, azedo e amargo. O contraste se dá em sabores entre dois ou três pratos diferentes. Esse é o estilo Thai de fazer as refeições.

Arroz, macarrão, pescados e o curry são a base da gastronomia tailandesa. A comida local é rica no uso de ervas frescas e especiarias, bem como a utilização de molhos de ostras e peixes fermentados em quase todos os pratos.

A gastronomia tailandesa sofreu influencias de países vizinhos, como China, Laos, Birmânia (atual Myanmar), Indonésia e Malásia. Mas, fique tranquilo, se você não é fá de comida apimentada, a maioria dos restaurantes das principais cidades oferecem pratos ocidentais em seus cardápios. Pode também pedir no spycy, mas não é muito fácil se fazer entender no idioma inglês fora dos ambientes predominantemente turísticos.

Entre as principais receitas da culinária típica estão os seguintes:

Som Tom – Salada de mamão papaia;

Tom Yam Kung – Sopa picante de frutos do mar;

Pad Kra Pao Kai – Mistura de manjericão frito com frango;

Pad Thai – É um dos principais pratos típicos do país. Ele combina macarrão de arroz cozido em suco de tamarindo que chega à mesa acompanhado por camarões frescos e secos, brotos de feijão, ovo, cebolinha, coentro, amendoim, molho de ostra, limão e um pouquinho de açúcar;

Sticky Rice – Arroz que parece uma massa preparada com coco e servido com manga;

Fried Rice – Arroz frito com tomate, cebola, ovos e molho de ostra;

Gang Keow Wan – Pasta verde de curry, frango, bambu, leite de coco e manjericão-tailandês;

Pla Raad Prik – Peixe frito inteiro e bastante perfumado;

Pla Samrod – Peixe bastante condimentado.

Khao Niaow Ma Muang – Arroz doce preparado com manga – para a sobremesa.

Praias e ilhas encantadoras

As principais e mais concorridas praias e ilhas tailandesas são as seguintes:

Maya Bay na Tailândia
Maya Bay (Foto: Pixabay)

 

Maya Bay

Localizada na ilha de Koh Phi Phi Leh, a segunda maior do arquipélago de Phi Phi, Maya Bay é um dos lugares que mais recebem turistas na Tailândia;

Bamboo Island

Está nas imediações de Maya Bay e oferece ótimos pontos para a prática de snorkel;

Raya e Coral Island

Distante poucos minutos de barco de Phuket – um dos destinos mais visitado do país -, possuem águas azuis e clima bem tranquilo;

Phra Nang Beach

Melhor praia da vila de Railay, que não tem acesso por terra e só pode ser acessado de barco;

Krabie

Ponto de partida para uma série de passeios em ilhas situadas na sua península, entre as quais Phi Phi;

Ilha Phi Phi na Tailândia
Ilha Phi Phi (Foto: Pixabay)

 

Koh Phi Phi Don

Um dos destinos turísticos mais procurados na Tailândia.

Kantiang Bay

Uma das mais belas praias de Kho Lanta, uma ilha na região de Krabie ao sul de Klong Nin;

Koh Jum

Na península de Krabi, não possui eletricidade e os barcos de turismo não atracam no cais;

Ko Pha Ngan

Ilha no sudeste tailandês ficou muito conhecida por causa das festas Full Moon Party, realizadas mensalmente na noite de lua cheia;

Massagens relaxantes

Massagens na Tailândia
Foto: Pixabay

 

Os turistas encontram massagistas em todas as partes do país, mas principalmente em Bangkok. Chamada de Nuat Phaen Boran, a técnica provém da Índia e as suas origens são antiquíssimas. Dizem que foi inventada por Jivaka Kumar Vacta, um vidente e médico pessoal do Buda, que juntou à massagem os princípios do ioga.

Massagistas tailandeses garantem que a técnica da pressão sobre determinados pontos do corpo faz com que a circulação sanguínea melhore, aliviando males como febres, dores de cabeça, nas costas, estômago e tensões nervosas.

Segundo relatos históricos, a massagem tailandesa ganhou popularidade há mais de 200 anos, quando o Rei Rama III ordenou que as técnicas fossem transcritas sobre tábuas de pedra e expostas no Templo do Buda reclinado – Wat Pho. As inscrições ainda estão lá e mostram os diagramas do corpo humano e os pontos sobre os quais o massagista exerce a pressão no corpo do paciente.

E a terapia tem preço baixo, apenas cerca de 150 baht (pouco mais de R$ 20) por 30 minutos de massagem.

Para quando você for à Tailândia

A Tailândia faz fronteira terrestre com Camboja, Laos, Myanmar e Malásia. O país tem aproximadamente 69,8 milhões de habitantes e o regime político é a monarquia constitucional, onde o primeiro-ministro é o chefe de governo e o rei é o chefe de Estado. A população tailandesa é extremamente religiosa com predominância de budistas (94%), muçulmanos (5%) e cristãos (1%).

Bangkok, capital da Tailândia
Bangkok (Foto: Pixabay)

 

Idioma

Tailandês

Moeda

Baht (THB)

Fuso horário

Mais 10 horas em relação ao horário de Brasília.

Visto

Brasileiros não precisam de vistos para estadias de até 90 dias. Necessário apenas um passaporte válido por mais de seis meses.

Vacinas

É exigida a vacina contra a febre amarela e a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação.

Quando ir

O clima na Tailândia é quente e úmido o ano inteiro. São três estações bem distintas: temperada, quente e chuvosa. A alta temporada ocorre entre os meses de novembro e fevereiro, quando o clima é mais agradável e chove pouco. Já entre março e maio, o calor é forte e a umidade alta. As temperaturas são amenas durante os meses de julho e outubro, porém as chuvas são intensas – período das monções – e muitas cidades sofrem com enchentes.

Como chegar

Não há voos diretos entre o Brasil e a Tailândia. É necessário realizar conexão em outros países. Entre as opções a Emirates Airlines via Dubai, Qatar Airways via Doha, Air France via Paris, British Airways via Londres, Lufthansa via Frankfurt, KLM via Amsterdã, Turkish Airlines via Istambul, Swiss via Zurique, entre outras.

O principal aeroporto internacional no país é o Bangkok Suvarnabhumi. Algumas companhias aéreas têm voos diretos para Chiang Mai e Phuket.

Como circular
Tuk-tuk em Bangkok
Tuk-tuk em Bangkok (Foto: Pixabay)

 

Saindo de Bangkok, o transporte público tailandês não é dos melhores. A melhor maneira de circular no país é via aérea. Os ônibus e os trens não são confortáveis e atrasam com frequência.

Entre as companhias aéreas tailandesas estão a Thai Airways, Bangkok Airways, AirAsia e NokAir.

A locação de automóvel não é recomendável na Tailândia. Para dirigir no país, os motoristas devem portar carteira de habilitação tailandesa. Os documentos emitidos em outros países não são aceitos.

Cuidado ao usar táxis porque alguns motoristas não ligam o taxímetro e cobram o que querem dos turistas.

Evite utilizar os tuk-tuks, que têm preços baixos mas os condutores costumam rodar por locais não solicitados para depois cobrar adicionais. Além de forçarem os turistas a visitar algumas lojas durante o trajeto.

Uma das maneiras mais fáceis de se locomover em Bangkok é por barco.

Compras

A Tailândia é famosa por suas joias e pedras preciosas como rubis e safiras. Também tem seda e peças de algodão de ótima qualidade, artesanatos em madeira, bronze, cerâmicas e antiguidades. A maioria das lojas ficam abertas até as 22h e os mercados até duas da manhã. Não deixe de pechinchar bastante para conseguir melhores preços.

Fica a dica!
  • Em Bangkok vale à pena contratar um city tour com guia falando português. Ele irá aos principais monumentos e bairros da cidade otimizando o seu tempo e garantindo maior conhecimento do destino.
  • A punição para quem desrespeitar a Família Real é a prisão. A imagem do rei está por todas as partes, inclusive nas notas e moedas. Respeite o dinheiro tailandês.
  • As imagens de Buda são sagradas, portanto, não toque nelas e nem faça brincadeiras quando estiver em frente delas.
  • Não acredite em taxistas e guias de ruas quando dizem que certas atrações estão fechadas. A intensão é sugerir outros passeios aos visitantes onde ganham comissões. Melhor ignorar a informação e conferir pessoalmente.
  • Cuidado ao alugar motos ou jet skis. Algumas empresas mal-intencionadas alegam estragos nos veículos e cobram altas quantias a título de indenização. Evite deixar o passaporte como garantia, pois em caso de conflito ele estará retido deixando-o em desvantagem.
  • Mulheres devem cobrir os ombros e não usar vestidos ou saias curtas durante visitas a templos. Os homens devem usar calça ou bermudas abaixo do joelho. Não são recomendados o uso de chinelos e sandálias. Ao entrar, os sapatos devem ser deixados do lado de fora.
  • Na Tailândia o porte de drogas, mesmo que em pequenas quantidades, é crime grave e pode ser punido até com pena de morte
Foto do destaque: Pixabay

Matérias mais recentes

Recomendado para você

Notícias mais lidas da semana