Logo Blog.easytravelshop

Santiago é destino para ser vivenciado

Santiago é destino para ser vivenciado

O Chile tem cenários surpreendentes e atrativos turísticos para serem vivenciados ao longo do ano todo. De estações de esqui ao exuberante Deserto do Atacama. Mas o portão de entrada do país é a surpreendente capital Santiago, que tem muito a oferecer aos visitantes. A cidade tem uma excelente oferta cultural com vários museus, parques e atrativos ao ar livre, bem como gastronomia de classe mundial e povo hospitaleiro e gentil. Além disso, todos esses atributos colocam a metrópole em uma lista seleta de destinos das América do Sul.

Aos pés da Cordilheira dos Andes, Santiago tem um charme europeu com sotaque latino. Além disso, mistura tradição e modernidade, atributos capazes de encantar até os mais exigentes turistas.

Entre os principais pontos turísticos, vale a pena conhecer o centro histórico, que abriga monumentos, como a La Chascona, a mais famosa das três casas-museu do poeta chileno Pablo Neruda; Cerro San Cristóbal, ponto de onde se tem vista privilegiada para a parte moderna da cidade; a Catedral Metropolitana e o Palácio de la Moneda, imponente sede da presidência chilena.

Os arredores da capital chilena são repletos de destinos interessantes, todos muito próximos. Prédios históricos bem conservados, vinícolas, mirantes, bons restaurantes, museus, o Oceano Pacífico de um lado e a Cordilheira dos Andes do outro são algumas opções do que fazer na região.

Giro pelos bairros de Bellavista, Italia e Vitacura

Um giro por Santiago no Chile
Teleférico no bairro Bellavista (Foto: Chile Travel/divulgação)

 

Um bom lugar para começar a desbravar a cidade é a região de Providencia, uma das mais tradicionais. Localizada no bairro Bellavista, é famoso pela vida boêmia, principalmente no pátio homônimo, onde há restaurantes, bares, shows e atrações de todo tipo.

Bellavista também é o destino para quem quer curtir a noite de Santiago, pois está repleto de alguns dos melhores bares e restaurantes da cidade. Além disso, conta com teatros, parques e museus.

No Bairro italia, que foi o destino de imigrantes italianos e espanhóis no início do século 20, estão vários cafés e restaurantes charmosos. O movimento é intenso aos sábados.

Por fim, o bairro Vitacura é o mais chique da cidade. Ao longo de suas ruas largas e arborizadas estão lojas de design, galerias de arte e restaurantes premiados.

Roteiro de atrações em Santiago

Santiago oferece um leque variado de atrativos turísticos. É possível descobrir os principais pontos de interesse caminhando. Entretanto, para conhecer com detalhes históricos e curiosidade, uma dica é contratar um city tour pela cidade acompanhado por um guia falando português. Além disso, o serviço pode ser privativo e realizado no seu ritmo e de acordo com os seus interesses. Bem como permite adaptar o passeio ao tempo seu disponível. Outra opção é contratar um guia turístico por 3, 4, 6 ou 8 horas.

Museu La Chascona
Museu La Chascona em Santiago
Museu La Chascona (Foto: Chile Travel/divulgação)

 

Antiga casa de Pablo Neruda e hoje um dos principais pontos turísticos de Santiago. Construída em 1953 aos pés do cerro San Cristóbal, foi uma homenagem do poeta chileno à mulher que na época era seu amor secreto, Matilde Urrutia. O nome é por causa do apelido que deu à amada: “descabelada”.

A escolha do terreno foi por conta da paixão do Prêmio Nobel de Literatura e de sua futura esposa pelo mar, já que, ao caminhar o casal escutou o ruído das águas de um canal. A residência, inclusive, lembra o formato de uma embarcação.

Museu Nacional Bellas Artes
Museu Nacional Bellas Artes em Santiago
Museu Nacional Bellas Artes (Foto: Luis Villasmil/Unsplash)

 

É um dos destaques na região central da cidade. Seu acervo conta com 5 mil obras, bem como exposições temporárias.

Plaza de Armas
Plaza de Armas em Santiago
Plaza de Armas (Foto: Pixabay)

 

Coração simbólico da cidade, foi a partir dela que a cidade se desenvolveu. A grande praça está repleta de esculturas, fontes e muitas árvores. À sombra de mais de cem palmeiras está uma fonte em tributo a Simón Bolívar.

Ao seu redor estão alguns dos principais edifícios históricos da capital: o Palácio Presidencial de La Moneda, a Catedral Metropolitana, o prédio da prefeitura de Santiago, o Correio Central, a Casa Colorada, o Museu de Santiago, o antigo prédio do Congresso Nacional, a Real Casa de Aduanas, o Museu Pré-Colombiano, o Tribunal de Justiça, o Palácio da Corte Real e o Museu Histórico Nacional.

Palácio Presidencial de La Moneda
Palácio Presidencial de La Moneda em Santiago
Palácio Presidencial de La Moneda (Foto: Pixabay)

 

O edifício sede do governo chileno foi inaugurado em 1805 como Casa da Moeda. Tem estilo neoclássico e dois pátios internos, onde estão alguns canhões, fontes e laranjeiras. Abre para a visitação pública e a cerimônia da troca da guarda presidencial acontece de segunda a sexta-feira às 9h50 e às 10h50 no final de semana.

Catedral Metropolitana

No entorno da Plaza de Armas, a Catedral Metropolitana é sede da Arquidiocese de Santiago e o principal templo católico romano no país.

Museu Histórico Nacional

Conta com diversas coleções de artes, pinturas, arqueologia, livros, fotografias, entre outras.

Museu Chileno de Arte Precolombino

O acervo reúne esculturas maias, tecidos andinos, chapéus, vasos e outras peças de arte pré-hispânica do continente americano – incluindo astecas e incas. O destaque da coleção são as múmias chinchorro, povo de pescadores que viveu há mais de 7 mil anos no norte do Chile.

Cerro San Cristobal
Cerro San Cristobal no Chile
Cerro San Cristobal (Foto: Luis Villasmil/Unsplash)

 

É o ponto ideal para avistar a cidade de Santiago com a Cordilheira dos Andes ao fundo. Com 880 metros de altura, abriga o santuário e a estátua da Virgem de la Imaculada Concepción. Está no bairro boêmio de Bellavista, bem próximo ao centro da cidade. Pode ser acessado a pé, de carro ou pelo funicular.

Sky Costanera
Sky Costanera em Santiago
Sky Costanera (Foto: Agustin Ijosmyndun/Unsplash)

 

E mesmo sendo uma metrópole, Santiago tem um cenário de montanhas com vista para os Andes. Visual que pode ser apreciado do topo do Sky Costanera, maior edifício da América Latina. Inaugurado em agosto de 2015, tem 62 andares e 300 metros de altura, além de proporcionar vista em 360°. Em menos de um minuto, os elevadores chegam ao topo do mirante. O último andar é aberto e a vista é impressionante.

Parque das Esculturas
Parque das Esculturas na capital do Chile
Parque das Esculturas (Foto: Vince Veras/Unsplash)

 

Em uma área com 21 mil metros quadrados estão esculturas assinadas por artistas como Marta Colvin, Claudio Girola e Federico Assle.

Mall Costanera Center
Mall Costanera Center
Mall Costanera Center (Foto: Jorge Fernandez Salas/Unsplash)

 

É o mais novo e moderno shopping center do Chile. Localizado no bairro da Providencia, recebeu o apelido de “Sanhattan”, uma mescla de Santiago com Manhattan, por conta dos arranha-céus modernos que caracterizam o bairro mais cosmopolita da cidade.

Gastronomia

Além de ser um destino com diversas ofertas de entretenimento, lazer e cultura, Santiago proporciona experiências gourmet imperdíveis. A capital chilena tem restaurantes renomados classificados entre os 50 melhores da América Latina.

Gastronomia no Chile
Foto: Juan Manuel Nunez Mendez/Unsplash

 

Por outro lado, é possível fazer um lanche rápido na hora que a fome começar a bater durante os passeios na cidade. E uma boa opção são os famosos cachorros-quentes chilenos. Eles estão em quase todas as esquinas. E a característica principal do lanche é que ele é verde! Isso porque é coberto com um molho de abacate. Aliás, a fruta que também é uma constante nas saladas é encontrada em diversos pratos no Chile.

Mercado Central

Situado a 600 metros da Plaza de Armas, o Mercado Central, foi declarado Monumento Nacional em 1984 e é utilizada para o comércio de produtos desde 1817.

É o lugar certo para os turistas conhecerem as cores, sabores e iguarias da gastronomia chilena. Principalmente os pescados do Oceano Pacífico, que banha o país de norte a sul. Destaque para o ceviche.

Para quando você for ao Chile

Idioma

Espanhol

Fuso horário

Menos 1 hora em relação ao horário de Brasília.

Moeda

Peso Chileno (CPL)

Visto

Não é necessário. Brasileiros podem viajar para o Chile usando o passaporte ou a carteira de identidade original e em bom estado e com menos de 10 anos de uso.

Saúde

Nenhuma vacina é obrigatória para entrar no Chile.

Quando ir

Destino para ser vivenciado o ano inteiro, Santiago tem verão com clima seco e temperaturas entre 12ºC e 30ºC. A primavera e o outono apresentam tempo ameno. Já no inverno chove mais e as temperaturas variam entre 3ºC  e 14ºC.

Como circular

Caso pretenda alugar um carro em território chileno, a carteira de habilitação brasileira (CNH) é válida e necessária. Porém, ela não é um documento aceito para a entrada no país. Boa opção é contratar um serviço de city tour pelos principais atrativos turísticos da capital chilena.

Como chegar

De São Paulo a Santiago são menos de 4 horas de voo direto; 5 horas a partir do Rio de Janeiro e 7 horas de Brasília. As empresas GOL, Latam, Emirates, Jetsmart e Sky Airline oferecem voos diários para Santiago a partir do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos – GRU Airport.

O Aeroporto Internacional Comodoro Arturo Merino Benítez (Pudahuel) fica a aproximadamente 20 quilômetros do centro de Santiago. Há lojas de aluguel de carros e serviço de transfer para os hotéis.

Foto do destaque: Pixabay

Matérias mais recentes

Recomendado para você

Notícias mais lidas da semana