Logo Blog.easytravelshop

Salvador retrata a cultura e a história do país

Salvador retrata a cultura e a história do país

Salvador, a linda capital da Bahia, viveu dias de muita agitação durante o seu famoso e concorrido carnaval. Multidões de foliões acompanharam os trios elétricos com muita disposição e alegria. É a maior festa de rua segundo o Guiness Book. Há, inclusive, um museu dedicado ao carnaval. Porém, a cidade não atrai tanta gente apenas por causa do apelo da grandiosa festa popular.

Fundada em 1549 por Tomé de Souza, a cidade é uma das mais antigas do continente americano e uma das primeiras planejadas no mundo, ainda no período do Renascimento.

Além das belezas naturais, Salvador guarda muito da cultura e da história do país. É conhecida internacionalmente pela arquitetura colonial portuguesa, cultura afro-brasileira, música, gastronomia e lindas praias.

Salvador é dividida entre a Cidade Alta e a Cidade Baixa, sendo essa mais conhecida por ter um comércio forte, uma herança do passado colonial. Era lá que chegavam os navios vindos da Europa e também era sede a alfândega.

Centro Histórico

Pelourinho no Centro Histórico de Salvador
Pelourinho no Centro Histórico de Salvador (Foto: Pixabay)

 

O ponto de partida para descobrir Salvador é o seu Centro Histórico, que tem como principal referência o Largo do Pelourinho. Ele está na região mais alta da cidade, em frente ao porto, e com muitas vielas de paralelepípedo. Além disso, tem praças, prédios coloridos e igrejas barrocas. Entre elas a de São Francisco, que chama a atenção pela beleza e os ornamentos em madeira e revestimentos com ouro.

A arquitetura colonial portuguesa está presente em monumentos históricos dos séculos 17 até o início dos anos 1900. Tanto que foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1985.

Em um giro pelo Centro Histórico os visitantes passarão pela praça XV de Novembro, que é conhecida como Terreiro de Jesus por causa da Igreja dos Jesuítas – atual Catedral Basílica. No centro dela há um chafariz de origem francesa (1855), em ferro fundido, que representa a deusa Ceres, da agricultura.

A região central estão também a Igreja e Convento de São Francisco, a Fundação Casa de Jorge Amado, a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, o Elevador Lacerda – principal cartão postal de Salvador -, além de bares, restaurantes, lojas de roupas, artesanatos e joias, museus e teatros.

Elevador Lacerda

Elevador Lacerda em Salvador
Elevador Lacerda (Foto: Pixabay)

 

Principal cartão postal de Salvador, foi projetado pelo engenheiro Augusto Frederico de Lacerda para facilitar o deslocamento entre a Cidade baixa e a Cidade alta. Foi inaugurado em 1873 e era operado com sistema hidráulico. Atualmente o elevador conta com quatro modernas cabines panorâmicas que possibilitam uma bela vista panorâmica da Baia de Todos os Santos. Diariamente cerca de 27 mil pessoas utilizam o equipamento.

Santo Antônio Além do Carmo

Bairro Santo Antônio Além do Carmo em Salvador
Santo Antônio Além do Carmo (Foto: Tatiana Azeviche/Setur/Turismo Bahia)

 

O bairro de Santo Antônio Além do Carmo guarda construções históricas como o Convento do Carmo, que integra ainda a Igreja do Carmo, duas capelas e um museu. A construção data de 1586 a mando da Ordem Primeira dos Freis Carmelitas.

Praça Castro Alves

Praça Castro Alves em Salvador
Praça Castro Alves (Foto: Rita Barreto/Setur/Turismo Bahia)

 

A praça proporciona uma incrível vista da Baia de Todos os Santos. Além disso, integra circuitos do carnaval de Salvador. No centro da praça há um monumento que homenageia o poeta Castro Alves, cujos restos mortais estão em uma cripta subterrânea.

Farol da Barra

Farol da Barra em Salvador
Farol da Barra (Foto: Pixabay)

 

Situado em área nobre da cidade, é um dos cartões postais do destino. Também está no roteiro do carnaval soteropolitano com apresentações de artistas como Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Cláudia Leite e Chiclete com Banana. É um dos pontos mais procurados por turistas para apreciar o pôr do sol.

Feira de São Joaquim

Feira de São Joaquim na capital baiana
Feira de São Joaquim (Foto: Tereza Torres/Setur/Turismo Bahia)

 

No bairro do Comércio, na Cidade Baixa, a Feira de São Joaquim é boa opção de compras. É a maior feira livre de Salvador com centenas de barracas que comercializam de tudo um pouco: frutas, legumes, carnes, peixes, bebidas, artigos religiosos, artesanatos entre outros.

Mercado Modelo

Mercado Modelo em Salvador
Mercado Modelo (Foto: Rita Barreto/Setur/Turismo Bahia)

 

É outro destaque em Salvador. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1966, o Mercado Modelo é um tradicional centro de comercialização de gêneros alimentícios e produtos artesanais. Simboliza a história e a cultura baiana e recebe visitantes do mundo inteiro.

A região no entorno do Mercado Modelo também atrai a atenção dos turistas. Tudo por causa dos das baianas e seus tabuleiros com deliciosos abarás e acarajés. Há, ainda, restaurantes populares que servem pratos típicos da culinária local.

Forte de São Marcelo

Forte de São Marcelo na capital baiana
Forte de São Marcelo (Foto: Tatiana Azeviche/Setur/Turismo Bahia)

 

Localizado no meio da Baía de Todos os Santos, e conhecido como Forte do Mar, o Forte de São Marcelo foi construído em madeira, no início do século XVII, sobre um arrecife, na entrada do porto de Salvador.

Depois da invasão holandesa de 1624 foi reconstruído em alvenaria de pedra e ganhou sua forma circular, assim como a missão de proteger o centro da cidade colonial dos ataques marítimos estrangeiros. O Forte tornou-se uma imponente construção militar. No final do século XVIII, serviu para prisão de estudantes relapsos e indisciplinados e importantes personagens históricos, como o líder da Revolta dos Alfaiates, Cipriano Barata, e o general farroupilha Bento Gonçalves. Temporariamente o Forte de São Marcelo não está aberto, mas mesmo assim vale uma foto.

Fundação Casa de Jorge Amado

Fundação Casa de Jorge Amado
Fundação Casa de Jorge Amado (Foto: Tatiana Azeviche/Setur/Turismo Bahia)

 

A memória de Jorge Amado está presente em dois coloridos casarões localizados no alto do largo do Pelourinho. Nada mais justo para um dos maiores escritores brasileiros de todos os tempos.

Instituição não governamental e sem fins lucrativos, a Fundação Casa de Jorge Amado promove e difunde cultura e conhecimento através de arquivos, documentos, livros e fotos do autor baiano. Entre suas obras de sucesso internacional estão “Gabriela”, “Dona Flor e Seus Dois Maridos” e “Tieta do Agreste”.

Monumento da Cruz Caída

Monumento da Cruz Caída na capital da Bahia
Monumento da Cruz Caída (Foto: Rita Barreto/Setur/Turismo Bahia)

 

O Monumento da Cruz Caída, localizado na região da Sé, marca o local onde estava a antiga Catedral da Sé, construída em 1553 e demolida em 1933 para dar espaço à circulação dos bondes. Projetado pelo artista plástico baiano Mário Cravo, foi inaugurado em 1999, quando Salvador comemorou seus 450 anos.

Igreja Nosso Senhor do Bonfim

Igreja Nosso Senhor do Bonfim na Bahia
Igreja Nosso Senhor do Bonfim (Foto: Pixabay)

 

Salvador tem 372 igrejas e a de Nosso Senhor do Bonfim é uma das mais conhecidas e visitadas. Construída em 1772, revela traços do barroco português. O visual colorido das suas grades decoradas com milhares de fitinhas do Senhor do Bonfim é local de muitas fotos.

A igreja também é famosa por realizar o evento anual Lavagem do Bonfim. Bem como a tradicional Festa do Bonfim, no início de janeiro.

O templo dedicado a Nosso Senhor do Bonfim tem duas torres sineiras e tem sua fachada ornamentada com azulejos portugueses do século 19. Seu interior guarda imagens de Nosso Senhor do Bonfim e da Nossa Senhora da Guia, que foram trazidas de Portugal em 1745.

Igreja de São Francisco de Assis

Igreja de São Francisco de Assis na Bahia
Igreja de São Francisco de Assis (Foto: Pixabay)

 

Outra igreja famosa em Salvador, a de São Francisco de Assis, localizada no Centro Histórico, chama a atenção pela riqueza do seu interior em talha dourada e obras primas da arte sacra. Bem como pela beleza dos detalhes da decoração em estilo barroco.

O convento de São Francisco foi fundado em 1587 e a igreja começou a ser erguida em 1708. Ela está em um local histórico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Além disso, é classificada como uma das 7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo.

Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat

Atualmente, a capital baiana preserva 11 dos antigos fortes. Além de atrações turísticas, guardam um pouco da história da cidade e do país. Entre eles está o Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat, erguido no período colonial para proteger a capital de invasores. Afinal, Salvador tinha naquela época o principal porto da América do Sul.

Também propícia uma bela vista panorâmica da Baía de Todos os Santos.

Praias para todos os gostos

Praias de Salvador
Foto: Pixabay

 

Mas nem só de atrativos históricos e culturais vive o turismo em Salvador. A cidade tem boas opções de praias para quem não abre mão de curtir o sol e o mar. As mais badaladas e agitadas são as do Porto e Farol da Barra, porém, há várias outras que também merecem a atenção.

Praia do Porto da Barra
Praia do Porto da Barra
Praia do Porto da Barra (Foto: Pixabay)

 

Banhada pela Baía de Todos-os-Santos, possui uma pequena extensão de areia, águas calmas e mornas. Por ser uma praia urbana, fica bem cheia nos finais de semana. Um dos melhores locais em Salvador para apreciar o pôr do sol. Em 2007, o jornal britânico The Guardian a elegeu como uma das dez melhores praias do mundo.

Praia do Farol da Barra

Localizada na continuação da Porto da Barra, é palco de grandes eventos na cidade. Destaque para o Farol de Santo Antônio da Barra. Ideal para passeios com crianças por causa das relaxantes piscinas naturais formadas durante a maré baixa.

Praia de Ondina
Pria de Ondina
Praia de Ondina (Foto: Tatiana Azeviche/Setur/Turismo Bahia)

 

A Praia de Ondina é local do último trecho do circuito Barra-Ondina durante o carnaval de Salvador. Ela está em uma região nobre da cidade, onde estão alguns bons hotéis e restaurantes. Também tem algumas piscinas naturais.

Praia de Amaralina
Praia de Amaralina
Praia de Amaralina (Foto: Tatiana Azeviche/Setur/Bahia Turismo)

 

Tem mar agitado de um lado e águas tranquilas do outro. Por isso atrai surfistas e famílias com crianças. Além disso, tem quiosques que servem acarajés e outras delícias da culinária baiana.

Praia de Piatã
Praia de Piatã
Praia de Piatã (Foto: Tatiana Azeviche/Setur/Bahia Turismo)

 

Vizinha de Amaralina, a Praia de Piatã possui visual com uma extensa faixa de areia e muitos coqueiros. O mar é bem tranquilo e perfeito para famílias com crianças. Tem boa estrutura para atender os banhistas.

Praia do Buracão
Praia do Buracão no Rio Vermelho
Praia do Buracão no Rio Vermelho (Foto: Tereza Torres/Setur/Turismo Bahia)

 

A pequena Praia do Buracão está no Rio Vermelho, tradicional boêmio bairro da capital baiana. É boa opção para quem procura tranquilidade, embora apresente forte correnteza. Tem boa estrutura para os banhistas.

Praia de Stella Maris
Praia Stella Maris
Praia de Stella Maris (Foto: Tatiana Azeviche/Setur/Bahia Turismo)

 

É bem tranquila apesar dos resorts, hotéis e casas de veraneio da região. Tem águas claras e bem agitadas. Porém, atrai famílias por cauda das piscinas naturais formadas entre as pedras.

Praia do Flamengo
Praia do Flamengo em Salvador
Praia do Flamengo (Foto: Tatiana Azeviche/Setur/Turismo Bahia)

 

Vizinha de Stella Maris é bastante tranquila. Tem ondas agitadas o que atrai praticantes de esportes náuticos. Mas não só. Muitas famílias vão em busca das piscinas naturais, bem como da estrutura oferecida aos banhistas.

Praia de Itapuã
Praia de Itapuã na capital baiana
Praia de Itapuã (Foto: Pixabay)

 

A Praia de Itapuã apresenta um lindo cenário natural com coqueiros, mar azulado e um farol. É bem tranquila, tem piscinas naturais e conta com boa estrutura para os frequentadores.

Praia Jardim de Alá
Praia Jardim de Alá
Praia Jardim de Alá (Foto: Tereza Torres/Setur/Turismo Bahia)

É uma das mais bonitas de Salvador. O cenário apresenta um extenso coqueiral e uma pequena falésia, que serve como mirante. Tem mar agitado e águas mornas. Além disso, em alguns trechos algumas piscinas naturais se formam.

Praia da Armação

Embora não seja propícia para banhos por causa do mar bastante agitado, a Praia da Armação tem seu charme e atrativos. Tem uma grande faixa de areia e atrai muita gente para relaxar ao sol ou para praticar esportes como vôlei e beach soccer. Há, ainda, uma pista para corridas, caminhadas e passeios de bike.

Praia de Jaguaribe

Outra praia democrática em Salvador. Em um dos lados tem ondas fortes e ótimas para a prática do surfe e outros esportes náuticos. Já sua outra metade tem águas calmas e boas para os banhos. Oferece boa estrutura para os visitantes, além de um extenso calçadão ladeado por coqueiros e excelente para caminhadas.

Praia de Boa Viagem
Praia da Boa Viagem em Salvador
Praia da Boa Viagem (Foto: Pixabay)

 

Boa Viagem, uma praia pequena e encantadora. É ótima para banhos por causa das suas águas calmas. Tem boa estrutura para os visitantes com barracas que oferecem bebidas e petiscos típicos. É famosa por ser o local de chegada da Procissão Marítima do Bom Jesus dos Navegantes, realizada no dia 1º de janeiro.

Praia de Pituba

Por fim, a Praia de Pituba, que está em um bairro bastante populoso e com muitos bares, restaurantes e hotéis. Infelizmente, não é recomendada para banhos por causa das águas poluídas. Entretanto, tem um calçadão bastante utilizado para a prática de exercícios físicos e caminhadas.

Gastronomia

Acarajé
Acarajé (Foto: Pixabay)

 

Primeiramente, a culinária da Bahia é um espetáculo de cores, odores e sabores. As receitas receberam influências indígenas e principalmente africanas por conta do período da escravidão. Além, claro, da portuguesa na época colonial.

A cozinha baiana está presente na maioria dos restaurantes de Salvador – alguns até com shows folclóricos. Porém, a cidade tem bons endereços que servem o melhor da gastronomia internacional. Como, por exemplo, a japonesa, portuguesa, francesa, italiana entre outras.

Os pratos típicos da Bahia são em sua maioria preparados com peixes e frutos do mar. E tudo com o sabor do dendê, que veio da África e empresta seu sabor peculiar ao azeite.

Assim, a moqueca, o peixe ensopado, bobó de camarão, mariscada, caruru, acarajé e abará são os pratos mais tradicionais. Não menos famosos e deliciosos estão as receitas oriundas do sertão baiano e preparadas com carne de sol e feijão verde. Entretanto, cuidado com a pimenta baiana. Ela é muito forte e pode estragar a refeição de quem não está acostumado.

Por fim, para a sobremesa experimente doces e saborosas delícias como as cocadas e quindins.

Para quando você for a Salvador

Quando ir

Em Salvador faz calor o ano inteiro. Então evite viajar entre os meses de abril a junho, que é quando chove muito. No restante do ano faz muito calor e tempo firme. Porém, durante o carnaval a cidade fica bastante lotada.

City Tour

Para ter uma visão geral de Salvador, a dica é contratar um city tour, que pode ser o Panorâmico ou o Histórico – ou os dois. Oportunidade para conhecer a cidade com suas cores, encantos, sabores em um dia inteiro com muita história e conhecimento sobre a cidade que foi a primeira capital do Brasil.

Um outro oferece uma Experiência Gastronômica. Ele percorre o Centro Histórico de Salvador, incluindo a Praça Castro Alves, Praça da Sé e Pelourinho com conforto, segurança e comodidade a bordo do um carrinho elétrico.

Passeios de barco
 Igreja N. S. do Loreto na Baía de Todos os Santos
Igreja N. S. do Loreto (Foto: Rita Barreto/Setur/Bahia Turismo)

 

Ilha dos Frades – Ilha localizada no centro da Baía de Todos os Santos. É considerada um bairro de Salvador. Logo na saída das escunas os participantes têm uma vista espetacular do Mercado Modelo, Elevador Lacerda e Forte São Marcelo.

A Ilha dos Frades tem apenas seis quilômetros de comprimento e paisagem composta por praias, lagos, cachoeiras, montanhas, coqueirais e vegetação típica da Mata Atlântica. O passeio inclui visita a famosa Igreja de N. S. do Loreto e mergulho livre nas piscinas naturais de Paramana.

Ilha de Itaparica
Ilha de Itaparica (Foto: Tatiana Azeviche/Setur/Turismo Bahia)

 

Ilha de Itaparica – O passeio começa com embarque em escuna exclusiva para navegação na Baía de Todos os Santos. Na ilha os participantes conhecerão a encantadora Coroa do Limo, um banco de areia que forma uma coroa durante a maré baixa. Oportunidade para passar algumas horas relaxando em suas águas quentes e cristalinas.

Um outro passeio leva à Ilha dos Frades e também a Itaparica em uma única experiência.

Bate e volta
  • Praia do Forte e Guarajuba – Dois destinos imperdíveis com biodiversidade e belezas naturais. As praias são conhecidas por suas águas tranquilas e cristalinas.
  • Morro de São Paulo – Tour semi-terrestre sai de Salvador com destino a Morro de São Paulo, que tem praias paradisíacas chamadas por ordem numérica: Primeira, Segunda, Terceira, Quarta e Quinta (conhecida como Praia do Encanto).
  • Praias do Litoral Norte – Um dia inteiro para conhecer as belezas do Litoral Norte da Bahia. Passa pelas praias de Santo Antônio, Imbassai e Itacimirim.
  • Praia do Forte – Saindo de hotéis no Litoral Norte leva à charmosa e famosa vilinha, com seus restaurantes e lojinhas de artesanatos.
Combos
Passeio de barco na Baía de Todos os Santos
Foto: Tereza Torres/Setur/Turismo Bahia

 

Existe a possibilidade de combinar dois ou três passeios por Salvador sem se preocupar em decidir a data ou onde ir no momento da compra. Além disso, eles podem ser compartilhados ou privativos.

Há, ainda, combos que juntam diferentes destinos:

  • City Tour Histórico + Tour de Ilhas + Praia do Forte em três dias;
  • City Tour Histórico e Panorâmico + Passeio para Praia do Forte ou Ilha dos Frades e Itaparica + Morro de São Paulo em três dias;
  • City Tour para Praia do Forte ou Ilha dos Frades e Itaparica + day use em Morro de São Paulo em dois dias;
  • City Tour Histórico e Panorâmico + Passeio para Praia do Forte em dois dias.
Transfers

Para maior comodidade, são vários os transfers de ida e volta do Aeroporto de Salvador para hotéis da cidade. Bem como outros unem transfers + city tours. Além disso, podem ser compartilhados e privativos.

Fica a dica!

Por fim, a cidade de Salvador tem outros atrativos turísticos que valem uma visita caso tenha tempo disponível. Entre eles estão, por exemplo:

  • Museu de Arte da Bahia – Abriga coleção de telas e uma imensa biblioteca;
  • Museu Abelardo Rodriguez – Acervo com objetos de arte;
  • Museu de Arte Sacra – Ocupa um edifício histórico e é um dos mais admirados do país;
  • Palácio Rio Branco – Foi uma das sedes do Governo Geral quando a Bahia era a capital do Brasil, entre 1549 e 1763;
  • Museu da Misericórdia – Ocupa o prédio da antiga Santa Casa (1697) e tem móveis dos séculos 17 a 19, além de obras sacras e contemporâneas;
  • Jardim Zoológico – Abriga muitas espécies de animais e é ideal para um passeio com crianças;
  • Parque Metropolitano de Pituaçu – Tem lago e ciclovia;
  • Parque Metropolitano de Abaeté – Onde são realizados eventos musicais e apresentações ao vivo todos os fins de semana.
Foto do destaque: Pixabay

Matérias mais recentes

Recomendado para você

Notícias mais lidas da semana