Logo Blog.easytravelshop

Praias, serras, cachoeiras, cavernas e muito mais no RN

Galinhos - Praias lindas no RN

O turismo no Rio Grande do Norte é marcado pelas praias deslumbrantes do litoral potiguar. Mas não é só isso que atrai tantos visitantes para o destino. Já falamos das praias de Natal, de Pipa e de São Miguel do Gostoso. A seguir listamos outras praias incríveis que também merecem ser curtidas e exploradas.

Maracajaú
Parrachos em Maracajaú no Rio Grande do Norte
Parrachos em Maracajaú (Foto: Emprotur/divulgação)

 

Famosa pelas praias e piscinas naturais (parrachos) formadas por corais a sete quilômetros mar adentro. A vila está a 50 quilômetros ao norte de Natal. Passeios de lancha levam os turistas até elas.

O cenário lembra muito o Caribe. A água do mar é morna e cristalina. Não deixe de levar uma máscara de mergulho para praticar snorkel e nadar ao lado de cardumes de peixinhos coloridos. Sem dúvida é uma experiência inesquecível.

Barra do Cunhaú
Barra de Cunhaú tem lindas praias
Barra de Cunhaú (Foto:: Canindé Soares/Emprotur/divulgação)

 

Distante 90 quilômetros de Natal e próxima de Pipa, a Praia de Barra do Cunhaú, localizada no município de Canguaretama, é frequentada por praticantes de kitesurf e windsurfe, bem como por quem quer apenas curtir o sol e o mar em absoluta tranquilidade. Alguns quiosques bem rústicos garantem a oferta de petiscos e bebidas.

Na região da Barra do Cunhaú estão também a Praia da Barrinha, onde o Rio Catú e seu manguezal se encontram com o mar; a do Pontal, que se estende por 5 quilômetros e concentra quiosques, restaurantes e pousadas. Nas redondezas está Sibaúma, uma vila originada de um antigo quilombo.

Há tours saindo de Natal com destino à Barra do Cunhaú, que incluem passeios de barco. No caminho os participantes verão o estuário do Rio Cunhaú e as fazendas de criação de camarão.

Touros
Praias em Touros no RN
Touros (Foto: Vitor Paladini/Unsplash)

 

Distante apenas 32 quilômetros de São Miguel do Gostoso, a cidade de Touros é famosa pelos parrachos de Perobas. A grande piscina natural formada por uma barreira de corais está a 5 quilômetros mar adentro. Suas águas rasas, mornas e cristalinas convidam para mergulhos com snorkel em meio aos cardumes de peixes.

Praia de Perobas

Tranquila e com um visual deslumbrante. Na pequena vila de pescadores é possível ouvir o som das ondas e do vento nas areias finas e brancas. Mas a atração principal do lugar são as piscinas naturais – distantes 5 quilômetros da costa – formadas por uma barreira de corais. Conhecidas como Parrachos de Rio do Fogo, chega-se até eles com jangadas em passeios de 30 minutos até os corais.

passeios com lancha para a Praia de Perobas partindo de Touros.

  • Farol do Calcanhar – Também conhecido como Farol de Touros, é o maior do Brasil, com 62 metros de altura e 298 degraus.
Praia de Galinhos
Rio Grande do Norte tem lindas praias
Farol na Praia de Galinhos (Foto: Emprotur/divulgação)

 

Localizada a 157 quilômetros de Natal, ao norte do Estado, o município de Galinhos apresenta um cenário bucólico com dunas, montanhas brancas das salinas, manguezais e encantadoras praias de água doce e salgada praticamente desertas. Uma península cortada por rios fornece frutos do mar, que são oferecidos aos visitantes por pescadores locais.

A vila de pescadores é um lugar bastante simples. No visual apenas barcos de pesca, charretes e buggys transportando os turistas. Há pequenos restaurantes e pousadas rústicas.

Pequenas lagoas surgem em meio às dunas ao longo do ano. E os fortes ventos atraem os praticantes de kitsurf.

Praia de Punaú

Localizada no litoral norte do Rio Grande do Norte, está a 65 quilômetros de Natal, no município de Rio do Fogo. Há passeios para a Barra do Punaú saindo da capital potiguar.

Praia de Camurupim

Verdadeiro paraíso de tranquilidade, a Praia de Camurupim é boa para banhos em suas águas calmas e mornas.

Roteiros pelo interior do Rio Grande do Norte

Saindo das praias e seguindo rumo ao interior potiguar são muitos os atrativos turísticos. Além das belezas naturais a região guarda muita história, salinas, cavernas e pinturas rupestres.

Mossoró
Salina São Camilo em Mossoró
Salina São Camilo em Mossoró (Foto: Emprotur/divulgação)

 

A cidade de Mossoró, distante 285 quilômetros de Natal, é a segunda maior do Estado. É conhecida como a “Capital da Cultura do Rio Grande do Norte” e também como “Terra do Sal” por causa das salinas em seu território.

Mossoró também ficou famosa por ter resistido aos ataques do bando de cangaceiros liderados por Lampião. Também foi a primeira cidade brasileira a libertar os escravos, cinco anos antes da promulgação da Lei Áurea.

Entre os atrativos turísticos da cidade estão a Capela de São Vicente, o Memorial da Resistência, a Estação das Artes, os mercados Municipal e o do Bode, o Museu Lauro de Escóssia e as salinas, entre outros.

  • Capela de São Vicente – No Adro da Capela de São Vicente é realizado o espetáculo “Chuva de Bala no País de Mossoró”, que comemora a resistência de Mossoró ao bando de Lampião, que foi expulso da cidade há mais de 80 anos.
  • Memorial da Resistência – Outro lugar que marca a resistência da cidade a Lampião. A praça temática tem um monumento em homenagem aos heróis que lutaram e resistiram à invasão dos cangaceiros. Um museu a céu aberto conta toda a história.
  • Mossoró Cidade Junina – Nos últimos anos, Mossoró ganhou fama pela realização de uma grandiosa festa junina, que recebe anualmente mais de um milhão de pessoas. As apresentações artísticas e musicais acontecem na Estação das Artes Elizeu Ventania, antiga estação ferroviária.
  • Museu Lauro da Escóssia – Instalado na antiga cadeia pública, guarda um rico acervo relacionado à pré-história e a paleontologia. Em exposição estão fósseis de animais, mobiliários, registros fotográficos e documentos históricos como o título de eleitor de Celina Guimarães Viana, primeira mulher a votar na América Latina.
  • Teatro Municipal Dix-Huit Rosado – Com capacidade para 740 pessoas, é o maior e mais moderno teatro do Rio Grande do Norte.
  • Salinas – O Rio Grande do Norte é o maior produtor de sal do Brasil com 97% de toda a produção. Mossoró é uma das seis cidades produtoras do estado.  A Salina São Camilo é aberta à visitação. Seu visual lembra uma montanha de neve.
Apodi
Pintura rupestre no RN
Pintura rupestre (Foto: Vitor Paladini/Unsplash)

 

A 80 quilômetros de Mossoró, a cidade de Apodi guarda um importante tesouro da antiguidade: o Lajedo de Soledade, um dos sítios arqueológicos mais importantes do país. Ele é a comprovação de que o sertão já foi um mar há 90 milhões de anos.

  • Lajedo de Soledade – Em suas fendas e grutas estão pinturas e gravuras rupestres com idades estimadas entre 3 e 5 mil anos. As visitas são acompanhadas por guias.
  • Museu do Lajedo de Soledade – Seu acervo reúne painéis fotográficos, maquetes e utensílios que mostram a história da região.
Acari
Gargalheiras em Acari no RN
Açude Marechal Dutra (Foto: Emprotur/divulgação)

 

A cidade de Acari, na região do Seridó, está a 200 quilômetros de Natal. Recebe muitos visitantes por causa das suas construções históricas, sítios arqueológicos e um museu sobre a vida dos sertanejos.

  • Açude Marechal Dutra – É um dos maiores do Nordeste. Conhecido como Gargalheiras, reúne muita gente para acompanhar o período de sangria do açude.
Caicó

Distante 256 quilômetros da capital potiguar, Caicó – também na região do Seridó – tem interessantes atrativos turísticos como o Açude Itans e seus balneários, o Mercado Municipal, o Museu do Seridó, a Igreja Matriz, o Castelo de Engady, entre outros. Também é famosa pela autêntica culinária sertaneja.

A cidade realiza duas grandes festas anualmente: o carnaval de rua e a Festa de Nossa Senhora de Sant’Ana, em julho, padroeira de Caicó.

  • Museu do Seridó – Seu acervo mostra como é a vida do sertanejo.
  • Castelo de Engady – Construído na caatinga, remete à época medieval.
  • Arco do Triunfo – Serve de acesso à Igreja Matriz.
Castelo de Zé dos Montes

A 100 quilômetros de Natal, na cidade de Sítio Novo, o Castelo de Zé dos Montes foi construído em 1984 por Zé do Montes. Segundo dizem por lá ele teria recebido a “missão divina” de construir o castelo entre as pedras da Serra da Tapuia.

A visão do castelo impressiona. Ele foi erguido em uma região isolada e no meio do mato. O edifício tem corredores estreitos e bifurcados que mais parecem um labirinto. Além disso tem mirantes que proporcionam vistas para um vale. No centro do castelo há uma capela em homenagem a Nossa Senhora.

Carnaúba dos Dantas

A cidade a 220 quilômetros de Natal tem duas atrações de interesse turístico:

  • Castelo Di Bivar – Localizado no alto de uma serra e cercado por sítios arqueológicos com pinturas rupestres, a construção teve inspiração na arquitetura europeia medieval. O castelo serviu de cenário para o filme “O Homem que Desafiou o Diabo”, baseado na obra do potiguar Nei Leandro de Castro.
  • Monte do Galo – Local onde acontece anualmente a apresentação da Paixão de Cristo. Ao longo das escadarias estão representadas as estações da Via Sacra.
Santa Cruz
Estátua de Santa Rita de Cássia em Santa Cruz no RN
Estátua de Santa Rita de Cássia (Foto: Canindé Soares/Emprotur)

 

A maior estátua católica do mundo está no município de Santa Cruz, a 111 quilômetros de Natal. Com 56 metros de altura – maior que o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro -, foi erguida em 2007 para homenagear Santa Rita de Cássia, a padroeira da cidade. Atualmente é um dos destaques do turismo religioso no Brasil.

Pedra da Boca

Na divisa entre os estados do Rio Grande do Norte e Paraíba, a formação rochosa Pedra da Boca é uma imensa pedra de granito, que já foi abrigo dos nossos antepassados na pré-história. O lugar considerado mágico atrai muitos visitantes que amam contato com a natureza.

Currais Novos

A região do Seridó é famosa pelas cidades limpas e povo hospitaleiro. É o caso de Currais Novos, onde está a Mina Brejuí, que foi uma das maiores produtoras mundiais de scheelita, mineral de onde se extrai o tungstênio.

Há passeios saindo de Natal para visita ao Polo do Seridó.

Cavernas e cachoeiras na Região Serrana

Serra do Lima no RN
Serra do Lima (Foto: Canindé Soares/Emprotur)

 

A região serrana do Rio Grande do Norte recebe muitos visitantes durante a temporada de inverno e também em busca do turismo de aventura.

Portalegre

Conhecida como “Paraíso Serrano”, Portalegre está a 140 quilômetros de Mossoró. Durante a temporada de inverno a temperatura fica na casa dos 15ºC. E ao longo do ano a prática do ecoturismo é a atração. Suas trilhas e cachoeiras atraem muitos turistas.

  • Mirantes – O exuberante visual da região pode ser observados dos mirantes Bela Vista e Ponta da Serra.
  • Cachoeira do Pinga – Destaque na região, tem queda d’água com cerca de 100 metros.
  • Casa de Câmara e Cadeia – Construção histórica na cidade, abriga atualmente a Casa de Cultura.
  • Terminal Turístico da Bica – Abriga a Fonte da Bica, que fica em uma área de conservação ambiental. Tem trechos de mata intocada e seis nascentes de água mineral.
Martins
Casa de Pedra em Martins no RN
Casa de Pedra (Foto: Vitor Paladini/Unsplash)

 

A cidade de Martins – distante 363 quilômetros de Natal – é conhecida como a “Princesa Serrana”, devido ao clima ameno. No inverno a temperatura média é de 15 graus e o destaque é um concorrido festival gastronômico.

Outros destaques do destino são a Pedra do Sapo, a Gruta da Trincheira, a Pedra Rajada, a Reserva Ecológica, o Nicho de Nossa Senhora do Livramento, o Museu Histórico, a Trilha do Pôr do Sol, o Museu Demétrio Lemos e os mirantes do Canto e da Carranca.

  • Casa de Pedra – Segunda maior caverna em mármore do Brasil, está no alto da Serra Potiguar, em meio à vegetação de caatinga. Ela tem 100 metros de comprimento e cerca de 120 metros de altura. Data do período pré-cambriano e suas rochas de calcário e corais calcificados indicam que já esteve submersa e fez parte do oceano.
Serra de São Bento

Distante 131 quilômetros de Natal, Serra de São Bento sedia um concorrido festival de inverno, em julho.

Monte das Gameleiras

Cidade vizinha de Serra de São Bento, recebe muitos visitantes para turismo de aventura e rural.

Foto do destaque: Galinhos (Emprotur/divulgação)

Matérias mais recentes

Recomendado para você

Notícias mais lidas da semana