Logo Blog.easytravelshop

Melbourne: Capital das Artes e da Cultura

Melbourne na Austrália

Segunda maior cidade da Austrália, Melbourne, capital do estado de Victoria, é um pouco menor do que Sydney. É mais cultural e descolada, além de repleta de tendências. Entre as principais atrações turísticas estão o Melbourne Museum, Victorian Arts Centre, National Gallery of Victoria, Queen Victoria Market, Estação Central, Royal Botanic Gardens Victoria, St. Paul’s Cathedral, Australian Centre for the Moving Image, Eureka Tower e o Rio Yarra.

Com cerca de 5,1 milhões de habitantes vem crescendo nos últimos anos, principalmente por causa do seu enorme mercado de trabalho. No centro da cidade estão os edifícios sedes das maiores empresas australianas e multinacionais. Curiosamente formam uma área retangular bem definida. Saindo fora deste retângulo, as construções têm no máximo dois andares.

Melbourne é cinco vezes maior que a Grã-Bretanha e duas vezes maior que a França. Para percorrer a cidade de um extremo ao outro gasta-se horas andando de carro. A paisagem é bastante repetitiva, porém o destino tem estilo e sofisticação.

Rio Yarra em Melbourne
Rio Yarra (Foto: Pixabay)

 

Contratar um city tour é sempre boa opção para conhecer os principais destaques do destino. Acompanhado por um guia local é possível descobrir recantos charmosos como os becos coloridos pela Street Art até galerias, cafés e espaços dedicados a arte e à arquitetura. Não por acaso Melbourne é chamada de “Capital das Artes e da Cultura”.

Em um giro pelo centro da cidade os visitantes também encontrarão diversos mercados de rua que vendem artesanato, moda vintage e outros artigos. A região tem diversos museus, galerias de arte, cinemas, construções antigas e modernas, além de charmosos cafés, restaurantes e shoppings.

City Circle Tram em Melbourne
City Circle Tram (Foto: Daniel Pelaez Duque/Unsplash)

 

As principais atrações turísticas de Melbourne estão localizadas perto do centro, região que é servida por uma extensa malha de bondes. A dica é pegar o City Circle Tram (número 35), um bonde gratuito que que circula pela zona central a cada 30 minutos.

E por falar em bonde, um exemplar dos anos 1920 foi todo reformado e transformado em restaurante, o Tram Car Restaurant, que liga o centro a St. Kilda, um bairro famoso pelas praias e pelas residências em estilo vitoriano.

  • Fica a dica! – O Tram Car Restaurant é bastante concorrido e é necessário fazer reserva antecipada.

E, no final da tarde, a dica é tomar um drinque em um rooftop. Vários bares dispõem, dessa alternativa que garantem vistas belíssimas, principalmente o pôr do sol.

Royal Botanic Gardens Victoria

Royal Botanic Garden Victoria em Melbourne
Royal Botanic Garden Victoria (Foto: Thomas Bassett/Unsplash)

 

Maior área verde de Melbourne, está localizada quase no centro da cidade. São 360 hectares com fontes, lagos, diversas espécies botânicas e animais. O local é frequentado por turistas e moradores para a prática de esportes e lazer.

No Royal Botanic Gardens Victoria são realizados diferentes eventos culturais como shows, cinema ao ar livre e apresentações de teatro. Um dos destaques do imenso jardim é a casa do governador do estado de Victoria, a Government House.

Queen Victoria Market

Queen Victoria Market em Melbourne
Queen Victoria Market (Foto: Mitchell Luo/Unsplash)

 

Construído em 1878, é considerado um dos maiores mercados a céu aberto do mundo. Conhecido como Vic Market, o Queen Victoria Market está localizado na Victoria St., a poucos minutos de bonde do centro.

Para aproveitar melhor a visita é bom dedicar umas três horas para explorar com calma os seus corredores e experimentar novos sabores como o hambúrguer de crocodilo e o sanduíche de canguru, entre outros.

National Gallery of Victoria

Os mantes das artes não devem deixar de incluir no roteiro uma visita. Mais antiga da Austrália, seu acervo reúne mais de 70 mil obras, além de abrigar exposições itinerantes.

Melbourne Museum

Visita ideal para quem quer conhecer melhor a história da cidade, desde a pré-história até o período contemporâneo. É um dos maiores museus do Hemisfério Sul. Distribuído por três andares, o acervo inclui itens de nativos australianos, documentos, fotografias e peças arqueológicas. Há, também, modernas exposições multimídia.

Australian Centre for the Moving Image

É um dos museus mais modernos do mundo e tem acervo dedicado à produção audiovisual do país. Localizado na Federation Square, tem entrada gratuita.

Destaque do Australian Centre for the Moving Image, a exposição Screen Worlds conta a história do cinema na Austrália e no mundo de maneira interativa e lúdica. O museu tem uma biblioteca digital e realiza oficinas, workshops e exposições temporárias.

Crown Entertainment Complex

Crown Entertainment Complex em Melbourne
Crown Entertainment Complex (Foto: Pixabay)

 

Complexo de entretenimento localizado em Southbank, é um dos lugares visitados da cidade. O espaço que reúne lojas de grifes, restaurantes com gastronomia de categoria internacional, cinemas e o maior cassino da Austrália que funciona 24 horas.

St. Paul’s Cathedral

St. Paul’s Cathedral em Melbourne
St. Paul’s Cathedral (Foto: Pixabay)

 

A Catedral de São Paulo (St. Paul’s Cathedral) é a maior igreja de Melbourne. Localizada no coração da cidade – entre as ruas Flinders e Swanston – ela se destaca na paisagem.

A construção em estilo neogótico foi concluída no final do século 19. Em 2009 passou por processo minucioso de revitalização. No seu interior estão peças em madeira, vitrais coloridos que retratam passagens bíblicas e um dos maiores órgãos do mundo.

Eureka Tower

Com 297 metros e 92 andares, o Eureka Tower é um dos edifícios residenciais mais altos do mundo. No 88º andar está o Eureka Skydeck 88, um observatório de onde se tem vista panorâmica da cidade.

Bairros charmosos e descolados

St. Kilda em Melbourne
St. Kilda (Foto: Pixabay)

 

St. Kilda

Praia charmosa no bairro do mesmo nome, tem uma série de barzinhos à beira-mar, bistrôs, restaurantes, cafés e feiras de artesanato. St. Kilda abriga também o Luna Park, parque de diversões mais antigo da cidade, construído em 1912, além do Royal Botanic Gardens e o St. Kilda Píer de onde é possível acompanhar um pôr do sol incrível.

Fitzroy

Outro bairro descolado de Melbourne, reúne sebos, antiquários, brechós vintage e outros comércios alternativos. Também tem feiras de rua, apresentações culturais ao ar livre, restaurantes e bares moderninhos.

Compras e gastronomia

Melbourne é também uma boa oportunidade para as compras. A cidade tem uma variedade enorme de lojas. Entre as opções o Melbourne Central, um complexo com mais de 180 lojas localizado em frente à Biblioteca Municipal, no centro.

Rua de Brunswick em Melbourne
Rua de Brunswick (Foto: Pixabay)

 

A cidade recebeu muitos imigrantes de todas as partes do mundo nos últimos 30 anos. O resultado dessa mistura se reflete na culinária. Melbourne contabiliza mais de 3 mil restaurantes, cafés e bares de mais de 70 nacionalidades.

Lygon Street

É conhecida como a Little Italy de Melbourne porque concentra vários restaurantes italianos. Por isso, é o lugar certo para quem aprecia uma saborosa massa italiana. Localizada no bairro de Carlton – berço da colonização italiana em 1950 -, tem também bares e cafés com mesas na calçada.

Brunswick

É o é o bairro mais hipster de Melbourne. Além de restaurantes especializados suas ruas estão repletas de arte urbana e grafites. A Brunswick Street é perfeita para aquela paradinha estratégica entre uma visita e outra. Ela reúne vários restaurantes especializados em diferentes culinárias – de franceses a tailandeses; cafés, galerias de arte e ruas com cenário para fotos.

  • Café – A cultura da bebida é intensa em Melbourne. Há inúmeras cafeterias especializadas, que tratam o café como uma arte. O pedido tipicamente australiano é o flat white, similar a um latte, mas com mais café e menos leite.

Passeios pelos arredores de Melbourne

Great Ocean Road em Melbourne
Great Ocean Road (Foto: Pixabay)

 

Melbourne oferece uma série de outras opções de passeios pelos arredores da cidade. Entre eles estão os seguintes:

Great Ocean Road

Distante cerca de 3 horas de Melbourne, Great Ocean Road é um dos cartões postais da Austrália. O cenário tem belas falésias que recortam a costa formando arcos e cavernas marinhas. As formações rochosas que emergem do mar como estátuas gigantes são conhecidos como “Os Doze Apóstolos”.

Phillip Island

O Parque Natural Phillip Island possui colônias de pinguins, coalas, cangurus, focas e um mar espetacular. Destaque para os pinguins-azuis ou pinguins-fada, a menor espécie desses animais do mundo, que dão as caras diariamente no pôr do sol. A ilha também é muito procurada pelos praticantes de surfe.

Brighton Beach
Brighton Beach na Austrália
Brighton Beach (Foto: Pixabay)

 

Considerada uma das praias mais bonitas da região, Brighton Beach é conhecida pelas bathing boxes, as barracas coloridas (casas de banho) que diferenciam o visual. São 82 casinhas ao longo de Brighton Beach.

Bells Beach

Uma das praias mais famosas para surfe no país.

Grampians National Park

Parque nacional com montanhas, desfiladeiros e a belíssima McKenzie Falls.

Mt.Buller

Famosa estação de esqui e esportes de neve.

  • Fica a dica! – Um passeio de locomotiva a vapor pelos campos ao norte de Melbourne passa por Blue Dandenong, Cattle Farm, Sheep Shering e Puffing Billy.
Foto do destaque: Pixabay

Matérias mais recentes

Recomendado para você

Notícias mais lidas da semana