Logo Blog.easytravelshop

Destinos e passeios próximos a Bariloche

Destinos e passeios - Lago Correntoso em Vila La Angostura

Localizada na Província de Rio Negro, às margens do Lago Nahuel Huapi e próximo da Cordilheira dos Andes, Bariloche atrai turistas de todo o mundo. Embora a temporada de inverno seja a principal, o destino tem atividades para toda a família em todas as épocas do ano. A região guarda muito atrativos naturais e vários passeios levam a destinos vizinhos como San Martin de Los Andes, Rota dos 7 Lagos, Vulcão Lanín, El Bolsón, Puerto Blast e Villa Angostura.

Villa La Angostura

Villa La Angostura
Villa La Angostura (Foto: Neuquén Turismo/divulgação)

 

Distante 82 quilômetros de Bariloche, Villa La Angostura, no alto das montanhas e rodeado de lagos, é interessante opção para passeios de um dia inteiro. É lá que está o Parque Nacional Los Arrayanes – uma espécie de árvore nativa da fronteira argentino-chilena e que foi importante para o povo nativo mapuche.

Anualmente, a cidade de apenas 15 mil habitantes recebe um grande número de visitantes brasileiros interessados em viver experiências e desfrutar dos seus cenários nevados durante a temporada de inverno.

Villa La Angostura - lago ao entardecer
Lago Nahuel Huapi ao entardecer (Foto: Neuquén Turismo/divulgação)

 

Os visitantes podem andar de bicicleta, caminhar ou cavalgar por trilhas pela floresta, além de pontos históricos e panorâmicos. Alternativamente, podem pegar um barco para chegar ao parque. As trilhas nas proximidades também oferecem vistas fantásticas do lago Nahuel Huapi.

Existem diferentes tours guiados à Floresta de Arrayanes e pela Rota dos 7 Lagos, navegação no Lago Nahuel Huapi e a prática de esportes de neve exclusivos no centro de esqui Cerro Bayo Ski Boutique.

Cerro Bayo Ski Boutique

Centro de esqui com pistas de diferentes graus de dificuldades e belas vistas panorâmicas do Lago Nahuel Huapi. Lugar ideal para desfrutar de um chocolate quente e saborear pratos típicos para aplacar o frio. Além, é claro, de praticar esportes de neve como o esqui, snowboard, caminhadas e cavalgadas.

Bosque de Arrayanes
Parque Nacional de Arrayanes
Parque Nacional de Arrayanes (Foto: Florian Delée/Unsplash)

 

Situado dentro do Parque Nacional Los Arrayanes, o famoso Bosque de Arrayanes é uma grande área protegida com 7 mil quilômetros quadrados onde estão centenas de exemplares de Arrayán com 25 metros de altura e mais de 300 anos de existência. A espécie que tem casca de cor canela, foi muito importante para os povos originais, que usavam suas folhas para fins medicinais e frutos para fazer doces.

O Bosque de Arrayanes é um convite para passeios tranquilos de barco pelas águas calmas do Lago Nahuel Huapi. São aproximadamente 40 minutos até às margens do início do circuito, ao longo do qual os visitantes podem caminhar entre os arrayanes.

Pessoas com espírito aventureiro e em boa forma física costumam percorrer os 12 quilômetros que separam o Bosque de Arrayanes do início da península, de bicicleta ou a pé, por um caminho rodeado de florestas nativas. A volta pode ser feita da mesma forma ou fazer um trecho em um dos navios que fazem os traslados.

El Bolsón

El Bolsón
El Bolsón (Foto: Divulgação)

 

Destino bastante popular para quem curte ecoturismo, El Bolsón tem suas atrações com foco na vida ecológica e na agricultura biológica. Localizada no extremo sudoeste da província de Rio Negro, a cidade – distante cerca de 140 quilômetros de Bariloche – está em meio de uma paisagem de montanhas, bosques, rios e lagos. Seus primeiros habitantes não-nativos vieram da Alemanha, por isso o destino ficou famoso pela produção de cerveja e de queijos.

El Bolsón tem vários lugares com trilhas de diferentes dificuldades. Entre elas uma que leva até o Cerrito Amigo, onde é possível apreciar uma linda vista panorâmica da região.

Outra rota muito popular é a Cajón de Azul, que leva a um pequeno lago com águas com um lindo tom de azul, onde é possível nadar durante os meses de verão.

Nos dias mais quentes, além das caminhadas, também é possível fazer moutain bike, rafting, cavalgadas, escaladas, parapente e desfrutar das pequenas praias do lago. Já no inverno a maior atração é o Cerro Perito Moreno, estação de esqui sem luxos e ainda pouco conhecida pelos brasileiros.

San Martín de Los Andes

San Martin de los Andes
San Martin de los Andes (Foto: Emprotur/divulgação)

 

A pequena San Martín de Los Andes está a 190 quilômetros de Bariloche e nas margens do Lácar, um dos muitos lagos glaciares da região. É a porta de entrada para as florestas do Parque Nacional Lanín, que abriga o vulcão Lanín. O parque tem um pontão para barcos e uma praia com areia, trilhas para caminhadas de diferentes dificuldades, além do Museu dos Primeiros Povoadores que apresenta exposições sobre tribos indígenas e pioneiros europeus. Também é possível praticar rafting no rio Caleufú.

Os visitantes encontram pelas paisagens naturais com lindas montanhas. Em uma delas está o Cerro Chapelco, uma estação de esqui que pode ser uma boa alternativa para fugir das mais tradicionais.

Vulcão Lanín

O vulcão Lanín fica na fronteira com o Parque Nacional Lanín. Com 3.776 metros pode ser visto de toda a região de San Martin de Los Andes. A escalada é possível apenas por esportistas treinados ou em um grupo oficial na companhia de guias especializados.

Inativo há cerca de 10 mil anos, o Lanín não foi oficialmente declarado extinto por causa de tremores ocasionais. Sua cratera não é visível e possivelmente está sob a geleira no pico da montanha.

Rota dos 7 Lagos

Destinos e passeios - Rota dos 7 Lagos - Lago Correntoso
Lago Correntoso (Foto: Neuquén Turismo/divulgação)

 

Ao longo de 108 quilômetros entre Villa la Angostura e San Martín de los Andes estão sete lindos lagos que formam a Rota dos 7 Lagos – Espejo, Correntoso, Escondido, Falkner, Villarino, Machónico e Lácar. O percurso de carro leva aproximadamente 3 horas e não está disponível no inverno por causa da grande quantidade de neve na estrada. O passeio de bicicleta também é muito comum entre os praticantes de moutain bike.

Na prática o percurso leva muito mais tempo porque é comum os visitantes pararem para apreciar a paisagem, tirar fotos e aproveitar atividades oferecidas no destino, como andar de caiaque, fazer piquenique e curtir as pequenas praias às margens dos lagos. Há também lugares interessantes para uma paradinha, como a Villa Tracul, que tem somente pouco mais de 400 moradores, e o Mirador Arrayanes, com uma linda vista de San Martin de Los Andes.

Puerto Blest

Destinos e passeios - Puerto Blest
Puerto Blest (Foto: Divulgação)

 

Pequeno porto localizado no lago Nahuel Huapi, na província de Río Negro, Puerto Blest está acessível em um passeio de catamarã. O roteiro que tem início no Puerto Pañuelo inclui uma parada na Cascata Los Cántaros, que está em meio a um cenário natural exuberante. O trajeto de aproximadamente uma hora passa pela ilha Sentinela, onde estão os restos mortais de Perito Moreno, personagem importante na história argentina.

O desembarque mo destino acontece em frente à histórica Hostería Blest, que foi reinaugurada recentemente e conta com um bom restaurante gourmet. Ao lado do hotel há um mirante para o rio Frias.

A partir dali partem excursões para outras atividades, entre elas visita a Bahía Blest e ao lago Frías, que tem águas esverdeadas oriundas geleiras do Monte Tronador, na fronteira com o Chile.

Cascata Los Cántaros
Destinos e passeios - Cascata Los Cántaros
Cascata Los Cántaros (Foto: Divulgação)

 

O acesso à cascata Los Cántaros se dá através de uma trilha no interior da selva valdiviana (um tipo de floresta úmida) com várias passarelas de madeira e escadas. No caminho estão várias quedas d’água e mirantes. Outro destaque do destino é a majestosa árvore de lariço que tem estimados 1.500 anos de idade.

Foto do destaque: Neuquén Turismo/divulgação

Matérias mais recentes

Recomendado para você

Notícias mais lidas da semana