Logo Blog.easytravelshop

Cabo Frio tem importantes atrativos históricos

​​Cabo Frio, juntamente com Arraial do Cabo e Armação dos Búzios, tem a preferência dos viajantes na Região dos Lagos, no litoral norte do Rio de Janeiro. É o principal destino da chamada Costa do Sol. A cidade que é muito visitada por mineiros, cariocas, paulistas e argentinos também se destaca pelas paisagens naturais, que caracterizam aquele pedaço do estado fluminense. Atrativos históricos também estão bastante presentes no cenário local.

Os primeiros habitantes, os índios tupinambás, batizaram a região de Cabo Frio como Gecay, tempero culinário feito com sal grosso cristalizado. Na região onde hoje está Cabo Frio foram encontrados quatro possíveis sítios da tribo. Os dois primeiros, o Morro dos Índios e a Duna Boavista, teriam sido acampamentos de pesca e coleta de moluscos, enquanto o terceiro, a Fonte do Itajuru, localizada próxima do morro de mesmo nome, era a única forma segura de abastecimento de água potável e corrente disponível na restinga.

Praia do Forte em Cabo Frio
Barco na Praia do Forte (Foto: Felipe brocoliz/Pixabay)

 

Um trecho entre a Praia do Forte e a das Conchas guarda um pouco da história dos indígenas. Na reserva de sambaquis estão sítios arqueológicos onde foram encontradas ossadas de índios que viveram na região em séculos passados. Também foram encontrados objetos que revelam como eram os costumes indígenas.

Para conhecer as principais atrações históricas e também natural em Cabo Frio o ideal é fazer um city tour completo pela cidade ou de barco pelas mais deslumbrantes praias da Região dos Lagos.

A lenda de N. S. da Assunção

Quando os navegadores portugueses chegaram à região onde hoje está Cabo Frio, a primeira providência era construir uma igreja e batizá-la com o nome de um santo como mandava a tradição religiosa da época. Assim, o primeiro nome da cidade foi Santa Helena, já que sua fundação aconteceu em um 13 de novembro, dia dedicado à santa.

Para a inauguração da igreja, o capitão-mor solicitou que Portugal enviasse uma imagem de Santa Helena. Tempos depois um navio chegou trazendo a encomenda. Porém, por um engano, a figura trazida era a de N. S. da Assunção. Mandada de volta para Portugal, o navio teria feito seis tentativas de deixar a praia, mas sempre voltava por força do mar.

Essa é mais uma história contada até hoje, mas que historiadores não confirmam a veracidade. Mas o fato é que a igreja acabou sendo inaugurada e batizada como Matriz de N. S. da Assunção. Construída em estilo barroco e decorada com detalhes em ouro, ela é a sétima mais antiga do Brasil.

Forte São Mateus
Forte São Mateus em Cabo Frio
Forte São Mateus (Foto: Carlos Carlos/Pixabay)

 

Construído em 1620 pelos portugueses, dá nome à praia mais famosa de Cabo Frio. A fortificação foi erguida para proteção contra as invasões francesas, inglesas e holandesas. A edificação foi restaurada e os canhões utilizados nas batalhas continuam voltados para o mar como antigamente. A casa onde os soldados viviam dentro do forte é hoje um espaço dedicado a exposição de artesanatos e quadros de artistas da região.

Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Forte São Mateus também proporciona um visual de toda a extensão da praia até Arraial do Cabo, bem como da Ilha do Japonês. A fortaleza recebeu iluminação especial e à noite a luz reflete nas águas da praia do Forte, proporcionando um espetáculo digno de fotos.

Nossa Senhora da Guia

Capela localizada no alto do morro de mesmo nome, foi construída em 1740 por frades franciscanos atrás do convento de N. S. dos Anjos, é um patrimônio histórico local. Uma outra lenda local garante que uma imagem de N. S. da Guia desaparecia do altar dedicado a ela no convento e sempre era encontrada em cima do morro. A figura era novamente colocada no altar e, no dia seguinte, surgia no alto do morro.

Dizem que após várias tentativas frustradas a vontade da santa prevaleceu e a capela foi construída no alto do morro para abrigar a sua imagem. O lugar é também o ponto mais alto de Cabo Frio e oferece um visual incrível da cidade e da região.

Construído no século 17, o Convento Nossa Sra. dos Anjos abriga atualmente o Museu de Artes Sacras.

Bairro da Passagem

Surgiu para ser ponto de apoio na travessia para o Canal do Itajuru. Entretanto, suas riquezas histórica e arquitetônica transformaram o lugar atração turística. Ao longo das suas ruas estreitas estão casas em estilo colonial do século passado.

Bem no centro do bairro o destaque é a pequena Igreja de São Benedito, no largo de mesmo nome. Ela foi construída em 1701 para abrigar os escravos negros, que não podiam frequentar a mesma igreja que os brancos.

Solar do Arco

Em 1616, Estêvão Gomes, um rico fazendeiro e comerciante de escravos estabeleceu o povoado de Nossa Senhora da Assunção do Cabo Frio. Vestígios daquela época ainda estão visíveis nas casas coloniais do bairro.

Teatro Municipal de Cabo Frio

Nem é tão antigo, mas é um importante equipamento para o desenvolvimento cultural de Cabo Frio. Construído em 1997 em estilo arquitetônico italiano, o Teatro Municipal tem telhado é colonial e é cercado por areia branca em uma alusão às praias do destino. Inaugurado em grande estilo, recebeu a atriz Natália Thimberg e a peça “Paixão”.

Com capacidade para receber até 350 pessoas, realiza apresentações teatrais e de grupos de dança. Artistas famosos como Chico Anysio, Zezé Mota e Dercy Gonçalves se apresentaram no local.

Como chegar

Há transfers a partir dos aeroportos do Rio de Janeiro – Galeão e Santos Dumont – para as cidades de Cabo Frio, Arraial do Cabo e Armação dos Búzios.

Foto do destaque: Felipe brocoliz/Pixabay

Matérias mais recentes

Recomendado para você

Notícias mais lidas da semana